Equipe

EDITORES

Fábio Feldman

Professor e crítico cinematográfico. Formado em Letras pela FALE (UFMG), é mestre em Literatura Brasileira. Ministrou palestras e cursos sobre cinema, publicou textos em catálogos de mostras e escreveu para o site Multiplot!. Foi cocurador e organizador do catálogo da mostra “Reinventando Shakespeare”. Atualmente, trabalha como professor na Escola Livre de Cinema de Belo Horizonte, onde ministra as disciplinas “História do Cinema Mundial” e “História do Cinema Brasileiro”. É também músico, coeditor da revista Letras e sócio da produtora Mar de Morros.

*

Roberto Cotta

Professor de Crítica Cinematográfica e Estéticas do Cinema Contemporâneo na Escola Livre de Cinema (E.L.C./BH) desde 2013. Doutor em Artes pela UFMG e mestre pela mesma instituição. Foi professor-pesquisador no projeto EMDiálogo do Observatório da Juventude da UFMG (2014) e um dos curadores do Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte (2014), do Forumdoc.bh (2016) e da mostra Escola: Cidade Aberta (Caixa Cultural SP, 2017). Nos dias atuais, escreve para a revista Rocinante, é um dos coordenadores do cineclube Cine Sorpasso e um dos sócios da produtora Mar de Morros.

*

REDATORES

Adolfo Gomes

Cineclubista e crítico de cinema filiado à Abraccine. Curador de mostras e retrospectivas, entre as quais “Nicolas Philibert, a emoção do real” e “O Mito de Dom Sebastião no Cinema”. Coordenou as três edições do prêmio de estímulo a jovens críticos “Walter da Silveira”, promovido pela Diretoria de Audiovisual, da Fundação Cultural da Bahia.

*

Beatriz Saldanha

Pesquisadora e crítica de cinema. Mestranda em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi (SP), desenvolve atualmente uma pesquisa intitulada “Protejam todos a criança: A representação da infância em Alfred Hitchcock”. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Ceará, através da qual coordenou o Cineclube João e Maria e esteve à frente do Cineclube Casa Amarela Eusélio Oliveira. Membra da Aceccine, integrou o júri do Fantaspoa entre 2010 e 2012.

*

Daniel Rodriguez

Psicólogo formado pela PUC-Minas, Daniel Rodriguez é pesquisador de cinema, redator de notícias e crítico para os sites brasileiros 101 Horror Movies e Boca do Inferno, além do site americano Moviepilot.

*

Douglas König de Oliveira

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Estudioso do pré-cinema e da obra do cineasta Michelangelo Antonioni. Coordena o projeto Encontro de Cinema, em parceria com o SESC de Tubarão/SC, onde reside. Colabora com uma coluna sobre cinema europeu no site 7 Marte.

*

Flávio C. von Sperling

Cineasta e pesquisador de cinema. É sócio da produtora El Reno Fitas, sediada em Belo Horizonte.

*

Hannah Serrat

Mestre em Comunicação Social, pela UFMG, onde desenvolveu uma pesquisa sobre os modos de aparição e de enunciação dos povos periféricos no cinema brasileiro. Pesquisadora de cinema, interessa-se, sobretudo, pelas análises imanentes, voltadas àquilo que se inscreve materialmente nos filmes. Foi curadora do Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, em 2014. Seu primeiro filme, “Retalho” (2015), foi vencedor do prêmio de aquisição de curtas do Canal Brasil no 26º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Atualmente, Hannah vive e trabalha em Montes Claros, no sertão dos Gerais.

*

Joana Oliveira

Diretora e roteirista. Graduou-se em Direção de Cinema pela EICTV, Cuba. Seus curtas já foram exibidos em festivais como Festival de Cartagena (Colômbia),  San Diego Latino Film Festival (EUA), Lakino (Alemanha), Festival Internacional de Huesca (Espanha), Festival de Guadalajara (México), Festival de Cine de Valdívia (Chile), Forumdoc, Mostra de Tiradentes, Cine Ceará, Festival de Gramado. Em 2010, lançou “Morada”, seu primeiro longa documental. Joana é mestre em cinema pela UFMG. Atualmente é coordenadora da graduação em Cinema e Audiovisual do Centro Universitário Una e trabalha como roteirista em três séries de TV, além de desenvolver longas-metragens. Joana é sócia da empresa produtora Vaca Amarela Filmes.

*

João Campos

Antropólogo, curador e crítico de cinema. É mestrando no programa de Antropologia Social da Universidade de São Paulo, com pesquisa sobre a obra do cineasta Adirley Queirós. É colunista da revista Zagaia (São Paulo – Cinema Anônimo) e membro do grupo cineclubista cinefronteira e do núcleo de pesquisa NAPEDRA-USP (Núcleo de Antropologia, Performance e Drama).

*

Leandro Afonso

Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas (UFBA, 2017) e graduado em Comunicação Social (UESC, 2008). Professor da Academia Internacional de Cinema (AIC) de São Paulo e diretor dos curtas Nunca Mais Vou Filmar (2012), Lara (2013), Habeas Corpus (2014) e Argentina, Me Desculpe (2015).

*

Odorico Leal

Crítico, tradutor, Mestre em Teoria Literária pela UFMG e Doutor em Literatura Brasileira pela USP. Também é músico e compositor, desenvolvendo vários projetos nessa área (www.soundcloud.com/odorico-leal).

*

Pedro Veras

Pesquisador de cinema, ensaísta e tradutor, também atua como curador. Mestre em Comunicação Social na linha Pragmáticas da Imagem pela Universidade Federal de Minas Gerais, sendo graduado também em Comunicação Social pela mesma instituição. É membro do Grupo de Pesquisa Poéticas da Experiência. Integrou a comissão de seleção da mostra internacional do Forumdoc.Bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte (2016).

*

Thomas Lopes Whyte

Arquiteto e crítico cinematográfico. Formado em arquitetura pela EADUFMG (UFMG), já trabalhou no departamento de projetos da UFMG, no departamento de obras públicas, no Estudio Arquitetura e atualmente integra a equipe dos “Arquitetos Associados”, além de manter um pequeno escritório próprio sediado em Belo Horizonte. Com interesse em diversas áreas, ja fez trabalhos de ilustração, maquetaria, design e marcenaria. Estudou na Escola Livre de Cinema, fundou o Cineclube Cine Chita e dedica-se, hoje em dia, dentre outras coisas, à produção audiovisual.

*

Veriana Ribeiro

Dos varadouros de Rio Branco (AC), a jornalista é formada na Universidade Federal do Acre. Já trabalhou na Fundação Cultural Garibaldi Brasil, Comissão Pró-Indio e como repórter do G1. É uma das fundadoras do Cineclube Opiniões e atualmente, estuda na Escola Livre de Cinema de Belo Horizonte.

*

Contato: cinerocinante@gmail.com